sábado, 30 de julho de 2011

Arrumando o armário



Arrumar minhas roupas é como arrumar a história de minha vida. Enquanto escolho se guardo ou se doo, vou revendo meus caminhos, meus encontros e desencontros.
Cada peça me lembra um momento. Algumas - as mais batidas - me lembram de vários momentos. Outras me lembram apenas de um momento único e muito especial: fora escolhida a dedo, para impressionar, para me preparar, me fazer bonita e me sentir bem.
Algumas, velhinhas... coitadinhas! Mas estão ali, resistindo ao tempo, sem uso, porém não menos importantes. Companheiras de fé, de longa jornada, duradouras. Descartá-las seria arrancar um pedaço de mim, que ainda não está pronto para se desvencilhar.
À medida que vou me desfazendo das minhas roupas, apago também lembranças que eu não quero mais ter, porque não foram tão importantes ou por não terem sido tão agradáveis.
E assim vou tocando o barco. Dobrando umas com carinho, outras nem tanto.
Em algumas eu demoro mais, outras eu chego a abraçar!
Roupas velhas. Velhas companheiras.
A cada arrumação uma parte da minha vida se esvai...  

12 comentários:

Nina Pilar disse...

teus textos cada vez melhor amiga,
este caminho seja pra esvaziar o armário, seja pra viajar nas lembranças é ótimo. valeu querida!

beijinhos e uma bela noite

Artes e escritas disse...

Um armário repleto de emoções arrumadas. Um abraço, Yayá.

CEM PALAVRAS disse...

Nina,
quando a gente se mete a fazer arrumações, inconscientemente ou não, sempre arrumamos também o nosso pensamento e coração.
beijos

CEM PALAVRAS disse...

yayá,
adoro o que você escreve,tanto no seu blog quanto nos comentários.
sempre fico feliz com sua visita
beijos

Ronaldo disse...

muito bom seu blog, seus posts

arrumar armario, rever coisas, realmente muito da gente se vai, e pouco vem, até a próxima arrumação

Eloah disse...

Adorei teu texto.É isto aí.Roupas são nossa segunda pele.
Marcam nosso estilo e a nossa maneira de caminhar na vida, por isso são companheiras de jornada.Difícil as vezes descartá-las.Tenho dificuldade com este quesito mais enfrento.Ah! onde guardá-las, são tantas (kkk..)Bom domingo querida. Bjs Eloah

Mônica disse...

Sabe, eu não aguento armario cheio de roupa.
Quyando compro uma dou outra.
Mesmo que no fundo eu queria que el ficasse comigo, mas dou assim mesmo.
Mas mamae! Ela tem um armario cheio tanto aqui quanto lá em casa.
E fica numa duvida se deve dar ou se deve reforma-la.
Acaba reformando e ficando linda!
E para ela toda as suas roupas tem história. Grandes histórias.
com carinho Monica

CEM PALAVRAS disse...

Ronaldo,
Bem vindo! Bom você por aqui. Volte sempre, viu?

Eloah e Moniquinha,
A maneira de se vestir, a roupa que a gente escolhe expressa o que vai na alma.
beijos

Nathalia =) disse...

hahahahaha é mesmo, é fácil identificar as pessoas pelo signos.. até pelas leituras! hihihih
sou do dia 9 de julho, e vc?

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Adoro arrumar as ropuas, esvaziar o armário...me sinto mais arrumada por dentro.

CEM PALAVRAS disse...

Nathalia,
somos quase gêmeas, kkkk

CEM PALAVRAS disse...

Wal,
o nosso armário é o reflexo do que somos, não é?